Escolha uma linha
Diminuir Normal Aumentar
1
Indique para os seus amigos
Indique para os seus amigos

14/02/2011
2010: um ano de conquistas, mas também de demandas ...
Fonte: Fetransportes

imagem

Diretores da Fetransportes fazem um balanço de 2010 e admitem que o ano foi melhor que 2009. Mas lembram dos inúmeros problemas de infraestrutura que precisam ser solucionados em 2011 Se o ano de 2010 fosse colocado na balança do setor de transportes e logística do Espírito Santo, ela penderia mais para o lado positivo do que para o negativo.

Na opinião dos empresários que compõem a Diretoria e o Conselho Fiscal da Fetransportes, os últimos 12 meses foram melhores do que 2009, quando os setores produtivos ainda se recuperavam dos efeitos da crise econômica deflagrada em setembro de 2008. Analisando o cenário num todo, os dirigentes concordam que houve mais ganhos do que perdas.

Além do lançamento do Peltes (Plano Estratégico de Logística e Transportes do Espírito Santo), citado pelo presidente da Fetransportes, Luiz Wagner Chieppe, como uma das principais conquistas do setor no ano, o vice-presidente da federação e presidente do Setpes, Jerson Pícoli, destacou, dentre outras coisas, a recuperação nos investimentos.

"E com relação, especificamente, ao transporte rodoviário de cargas e logística houve crescimento no poder de compra e isso significou mais venda , e mais produtos sendo transportados", O lançamento do Peltes, que aconteceu em agosto e lotou o Palácio Anchieta, foi citado pelo presidente da Fetransportes, Luiz Wagner Chieppe, como uma das grandes conquistas do setor de transportes e logística este ano completou o presidente do Transcares e Diretor Administrativo da Fetransportes, José Antônio Fiorot.

Na avaliação do presidente do Conselho Fiscal, Joceny Calienzane, embora o segundo semestre do ano tenha sido produtivo, o setor ainda não explorou todas as suas potencial idades. Mas ele aposta na retomada total dos serviços ano que vem. Outro que acredita no crescimento e desenvolvimento integral a curto prazo é o Diretor Financeiro, Kaumer Chieppe. "O ano de 2010 foi complexo, pois tivemos que lidar com fortes demandas do sindicato da categoria.

Apesar disso, essas questões foram tratadas e reequilibradas". O ano da virada: E se 2010 viveu dias de estabilidade, tanto no segmento de passageiros quanto no de cargas e logística, como destaca o Vice-presidente Setorial, Luiz Antônio Pretti, o novo ano chegará carregado de boas expectativas. "Acredito que teremos um ano ainda melhor no que diz respeito à movimentação da prestação de serviços", aposta. Mas ..."Precisamos também que 2011 traga soluções para nossos problemas de infraestrutura.

" Membros efetivos do Conselho Fiscal da federação, Jersílio Cypriano e Geraldo Bertolio concordam com Pretti.

"Nossos entraves logísticos são as grandes demandas para 2011. Ou resolvemos isso ou vamos travar!", destaca Cypriano. E Bertolio finaliza, de maneira confiante: "Tivemos um 2010 ameno e estou na torcida para que no próximo ano, já sob o comando dos novos governantes, tenhamos dias melhores e razões maiores para comemorar."




voltar
rodapé Cartão MelhorCartão Melhor Rodrigues Design Viação Sudeste Viação Santa Luzia Ir e Vir Cartão Melhor