Escolha uma linha
Diminuir Normal Aumentar
1
Indique para os seus amigos
Indique para os seus amigos

08/02/2012
Eduardo Carlette - A solução para o trânsito está no Transporte Coletivo
Fonte: Revista Leia

imagem

Eduardo Carlette
(Empresário)

Terceiro filho do casal Regina e Joaquim Carlette,desde muito cedo, o destaque da editoria perfil, desta semana, desenvolveu sua aptidão de representatividade dos negócios da família. Formado em Direito pela Faculdade de Direito de Cachoeiro de Itapemirim, em 2004,epós-graduado em Gestão Pública, em 2002, após fazer um curso de Inglês em Boston/MA nos USA, Eduardo Carlette criou junto com um amigo a Ciamex, empresa comercial importadora e exportadora, onde atua paralelamente.

Após vivenciar experiências em várias áreas da empresa da família, desde venda de passes à manutenção, hoje, ocupa o cargo de Diretor Comercial do grupo Flecha Branca. Eduardo coordena o setor jurídico e é responsável pelas relações do grupo com órgãos públicos, entidades sindicais e instituições financeiras.

Sempre que pode faz questão de citar a dedicação de sua mãe na educação dos filhos, na boa relação com os irmãos e no exemplo de vida do pai como base para união da família e continuidade nos negócios.Eduardo gosta muito de viajar e também gosta de se reunir para bater papo,degustar um vinhoe cozinhar.Entre amigos costuma dizer: "o importante não é o que bebemos,não é o que comemos e tão pouco onde estamos... mas sim as pessoas que nos acompanham".

É visível um aumento desenfreado na frota de automóveis em circulação e o transporte coletivo?
Atribuo isso a política adotada pelo governo federal através de subsídio ao transporte individual, principalmente por meio de facilidade de crédito e desoneração da indústria automobilística. Isso, sem dúvida, incentiva uma circulação cada vez maior de veículos particulares nas cidades, provocando uma baixa produção de velocidade dos ônibus que operam o transporte público. Além disso, implica na queda da demanda de usuários que, em contra partida, implica aumento no preço final da tarifa. E quando não há outra opção de deslocamento, a tendência do cidadão é fazer uso maciço do automóvel e da moto o que contribui para o aumento dos congestionamentos, mais consumo de combustível, mais poluição ambiental, maior aquecimento global e pior qualidade de vida.


O que a população deve cobrar para melhoria do Transporte Público?
É necessária a cobrança da instituição de uma política para o transporte público, prevendo investimentos para a melhoria da infraestrutura, a implantação de vias exclusivas para os ônibus, a renovação da frota adaptável às pessoas com deficiências, pontos de ônibus, e, neste momento, sobretudo a redução da carga tributária para o barateamento imediato dos custos. Somente com propostas e programas dessa natureza é possível dar qualidade ao transporte coletivo e refrear a expansão do transporte individual, promovendo o aumento da demanda de passageiros que é extremamente benéfica para a redução do preço das passagens.

Temos acompanhado suas constantes participações em congressos e feiras, a fim de se capacitar e buscar melhorias para ser aplicada a Flecha Branca. Algum compromisso já definido para 2012?
Vários. Há anos temos buscado visitar outras empresas para troca de experiências e também vimos participando de vários eventos do setor. Com isto, conseguimos implementar no grupo importantes tecnologias que se transformam em benefícios para nossos clientes e usuários. Posso dizer que a Flecha Branca, Sudeste e Santa Luzia vem se destacando em algumas áreas, estandoinclusive, na vanguarda. Cito como exemplo a implantação das câmeras de gravação digital em toda frota, onde fomos pioneiro no estado e referencia para posterior instalação na Grande Vitória. Também possuímos o sistema de bilhetagem eletrônica mais moderno do país, o mesmo utilizado em São Paulo, Rio e inclusive no Metrô. Isso tudo, fruto das participações nos principais eventos nacionais do nosso segmento.

Em Cachoeiro, o valor da tarifa é de R$ 1,95 para quem compra antecipado no cartão (Bilhetagem) e de R$ 2,15 para quem paga no ônibus. A gratuidade seria um dos motivos? Qual sua opinião sobre a gratuidade?
Certamente a gratuidade é um dos motivos que encarecem a tarifa, não sendo o único, porém, os números são realmente expressivos, para se ter uma ideia, em Cachoeiro mensalmente são cerca de 100.000 (cem mil), viagens realizadas somente por pessoas maiores de 65 anos que não pagam passagem por força da Constituição de 1988 e a cada ano a população está ficando mais velha. Isso sem contar as várias outras gratuidades que são concedidas em Cachoeiro, como: deficientes físicos, auditivos, visuais e mentais; Portadores do vírus HIV; Renais Crônicos; Policiais; Correios; funcionários e professores da escola APAE, além de desconto de 50% para estudantes e professores. Não sou contra, mas sou a favor de que haja critério para conceder, ou seja, apenas para quem realmente não tenha condição de pagar e que o governo pague esta conta através de subsidio e não caia somente na conta de quem utiliza o ônibus ou do empresário.

Qual sua opinião sobre as dificuldades de mobilidade em Cachoeiro? Como este cenário se desdobra para um futuro próximo? A cidade vai parar?
Não acho que a cidade vai parar, mas é preciso investimento e tratar seriamente a politica do transporte coletivo. Vejo com bons olhos a preocupação que o atual governo vem dando ao setor. Já foram contratados estudos técnicos e tenho conhecimento de que outros estão sendo elaborados a fim de conhecer o que de melhor precisa ser feito para Cachoeiro. A médio prazo, é preciso alterar o formato das linhas para radiais, com isto, será possível fazer integrações entre todos os bairros e será possível atender melhor os clientes com horários mais pontuais. Sem dúvida, o Transporte Coletivo é a solução para o transito nas cidades.

 




voltar
rodapé Cartão MelhorCartão Melhor Rodrigues Design Viação Sudeste Viação Santa Luzia Ir e Vir Cartão Melhor